Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Quarta, 07 Fevereiro 2018 12:17
PROTEÇÃO À MULHER

Semudh capacita membros da Patrulha Maria da Penha

Policiais militares estão sendo capacitados para o atendimento às mulheres vítimas de violência

Capacitação tem como objetivo atuar em prol da eliminação da violência doméstica Capacitação tem como objetivo atuar em prol da eliminação da violência doméstica (Fotos: Ascom/Semudh)
Texto de Marília Ferreira

A Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) realizou uma capacitação nesta quarta-feira (7), para policiais militares que compõem a Patrulha Maria da Penha. A capacitação aconteceu na Central da Mulher e dos Direitos Humanos e teve o propósito de contribuir para uma melhor atuação da Patrulha Maria da Penha no enfrentamento à violência contra a mulher.

 

Temas como Desigualdade de Gênero, Violência Doméstica e Patriarcado foram assuntos debatidos pela superintendente da Mulher, Anne Caroline Fidelis, que falou, também, sobre a Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres em Alagoas, equipamentos que acolhem mulheres vítimas de qualquer tipo de violência.

(Fotos: Ascom/Semudh)

“Como servidores do Estado, estamos aqui para acolher e prestar o devido atendimento a essas mulheres. E a capacitação vem com esse objetivo, atuar em prol da eliminação da violência doméstica”, afirmou a superintendente.

 

Para a capitã Danielli Assunção, essa capacitação é importante para uma melhor atuação no combate à violência contra a mulher. “É de suma importância receber essa treinamento, pois, para que possamos colocar o nosso trabalho em prática, é necessário, também, recebermos a teoria”, disse a capitã.

 

Iniciada nessa terça-feira (6), com palestras de representantes do Ministério Público de Alagoas (MP/AL) e Defensoria Pública de Alagoas (DPE/AL), a capacitação segue esta quinta-feira (8), com palestra de representantes do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL).

 

Patrulha Maria da Penha

 

A Patrulha Maria da Penha começará atuar brevemente no Estado, com a realização de ações ostensivas ou protetivas especializadas no combate à violência contra a mulher. O termo de implantação dessa patrulha foi assinado em dezembro do ano passado,  com o propósito de intensificar a proteção à mulher.