Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Quarta, 27 Dezembro 2017 11:45
ENFRENTAMENTO

Semudh e SSP assinam termo de cooperação para combater violência contra a mulher

Implantação da Patrulha Maria da Penha e da Sala Lilás no IML são propósitos da parceria

Parceria prevê o enfrentamento e prevenção à violência doméstica e familiar contra as mulheres em Alagoas Parceria prevê o enfrentamento e prevenção à violência doméstica e familiar contra as mulheres em Alagoas Foto: Ascom/Semudh
Texto de Sirley Veloso e Marília Ferreira

As secretarias de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) e da Segurança Pública (SSP), o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), o Ministério Público de Alagoas (MP-AL) e a Defensoria Pública de Alagoas (DP-AL), assinam, nesta quinta-feira (28), um Termo de Cooperação Técnica para o Enfrentamento e Prevenção à Violência Doméstica e Familiar contra as mulheres em Alagoas. Dentre os objetivos da parceria estão a implantação da Patrulha Maria da Penha e da Sala Lilás, no Instituto Médico Legal (IML). Solenidade de assinatura está marcada para as 11h, no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares.

 

A cooperação entre as secretarias e instituições vai possibilitar a capacitação dos policiais que irão atuar brevemente nas rondas ostensivas ou protetivas especializadas, conhecidas como Patrulhas Maria da Penha. A implantação da Sala Lilás, no IML, tem como metas o atendimento e acolhimento qualificados e mais humanizados às mulheres que necessitarem do serviço.

 

Capacitar os servidores para o atendimento, apoio e orientação durante as ocorrências envolvendo mulheres vítimas de violência doméstica; garantir o cumprimento das medidas protetivas de urgência; a dissuasão e repressão ao descumprimento de ordem judicial e o encaminhamento à Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica fazem parte dos propósitos da parceria.

 

De acordo com a secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos, Claudia Simões, a assinatura do termo é um avanço para o combate à violência contra a mulher. “Por meio de uma cooperação mútua, estamos unindo forças para a eliminação da violência contra a mulher. Essa assinatura é uma grande conquista para o enfrentamento e acolhimento às vítimas de violência, além de efetivar ainda mais os direitos da mulher, aqui no Estado”, afirmou a secretária.