Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Segunda, 15 Julho 2019 12:02
EMPREGABILIDADE

Semudh e MPT vão capacitar pessoas em situação de vulnerabilidade

Transexuais, travestis, mulheres em privação de liberdade, marisqueiras e pessoas em situação de rua serão contempladas com cursos profissionalizantes

Projeto será finalizado já nas próximas semanas para início dos cursos. Projeto será finalizado já nas próximas semanas para início dos cursos. Ascom Semudh
Texto de Bruno Levy

Nesta quinta (11) e sexta-feira (12), uma ação conjunta entre as superintendências da Mulher, dos Direitos Humanos e a Igualdade Racial e da Pessoa com Deficiência vai dar continuidade a um projeto que contempla pessoas em vulnerabilidade social em cursos profissionalizantes a fim de incluí-las no mercado de trabalho.
Em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), a ação teve participação direta da assessora técnica de Promoção dos Direitos de LGBTs, Jade Soares, que salientou a necessidade de retirar os cidadãos da extrema pobreza e integrá-las ao mercado de trabalho.
“É de suma importância que transexuais, travestis, pessoas em situação de rua, marisqueiras, mulheres em privação de liberdade e tantas outras as quais recebemos aqui sejam inseridas no mercado. A Semudh já tinha iniciado o trabalho anteriormente e estamos dando continuidade, pois se trata de um diferencial e de criação de oportunidades as quais todas elas ainda não conseguiram”, disse Jade.
Para a gerente de Políticas para LGBT, Maria Alcina, os cursos devem empoderar e ajudar no crescimento profissional dos envolvidos. “Ajudá-los é um dever não só do Estado, como também de toda sociedade. Sendo assim, por meio de nossa superintendência, queremos colocar isso em funcionamento. O apoio do MPT tem sido fundamental e um parceiro forte nesse processo”, explicou a gerente.
O secretário Executivo da Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), Joaquim Brito, participou do primeiro encontro. Nas próximas semanas o projeto deve ser finalizado para dar início aos cursos profissionalizantes.