Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Quinta, 24 Janeiro 2019 19:11
PARCERIA

Semudh propõe aperfeiçoamento na integração com SSP para combater a violência contra a mulher

Reunião contou com a presença de representantes da Delegacia da Mulher do Estado de Alagoas visando humanizar e aprimorar o atendimento às mulheres alagoanas

Reunião buscou desenvolver novas estratégias de acolhimento nos casos de violência contra a mulher Reunião buscou desenvolver novas estratégias de acolhimento nos casos de violência contra a mulher Bruno Levy
Texto de Bruno Levy

A secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), Maria Silva se reuniu, na manhã desta quinta-feira (24), com o secretário Executivo de Políticas de Segurança Pública, delegado Manoel Acácio Júnior, para discutir melhorias no fluxo de atendimento a mulheres e a integração entre as forças de segurança e a Semudh, a fim de garantir os direitos da mulher vítima de violência doméstica no combate aos casos de feminicídio.

O encontro, que ocorreu na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/AL), serviu para tratar formas de aperfeiçoar o atendimento às vítimas. Segundo a secretária Maria Silva, é preciso uma atenção ainda maior às demandas que chegam às Delegacias da Mulher de Maceió.

Secretária Maria Silva propõe integrar o atendimento nas delegacias priorizando a humanização das vitimas

A delegada Cássia Mabel Rocha, titular da Delegacia da Mulher II, que fica localizada no bairro Salvador Lyra, propôs uma maior aproximação entre as secretarias, a Patrulha Maria da Penha da Polícia Militar e a Polícia Civil. Com esta rede de atendimento, as mulheres em situação de vulnerabilidade teriam apoio garantido na hora de recorrer ao poder público.

Segundo a delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Kátia Emanuelly, as condições de atendimento estão fluindo e devem ficar ainda melhores com o advento de concursos públicos que devem ocorrer este ano para as polícias Militar e Civil. Isto incluiria, também, a criação da Delegacia da Mulher que atenda 24h, todos os dias da semana.

Estatísticas

Outro ponto discutido na reunião foi a evolução nas estatísticas envolvendo os casos de feminicídio em Alagoas. Apesar da queda registrada no número de casos em 2017, há a necessidade de números constantemente atualizados para monitoramento por parte da Semudh e da população.